domingo, setembro 26, 2010

this is the future

Nos tempos atuais, o mundo gira em torno da globalização e as pessoas giram em torno das tecnologias.

No trabalho, em casa e até mesmo em um almoço casual com as amigas, tudo envolve a internet. Por ela você descobre em segundos o significado de palavras que você gostaria de usar, mas não faz o menor sentido para você.

Tecnologia é um mal que veio para o bem, mas vicia. Onde já se viu, pessoalmente, as conversas são interrompidas graças a um celular, mas graças aos mesmos, as pessoas estão conversando em tempo integral, mesmo que estas estejam uma ao lado da outra. Tet a tet, hoje em dia, é uma idéia inválida.

Um pedido de namoro só é válido se você mandar uma “DIRECT MESSAGE”. Assim a pessoa saberá MUITO mais rápido e você não corre o risco de levar um não na cara. Quem inventou que receber um bouquet virtual é uma atitude romântica? Tudo bem, as flores não morrem, você as terá até não as querer mais e o melhor, não precisa regar.

Mas, homens, adivinhem: ROMÂNTICO NÃO É!

O que me preocupa muito com tudo isso, não é nem o fato da falta de romantismo e/ou da ausência de atenção na presença física, mas sim o SEXO.

Tudo bem que a tecnologia teve uma participação boa nesse âmbito, afinal alguns “brinquedos” foram criados graças a revolução industrial e todo o desenvolvimento na indústria tecnológica. Sem tudo isso, o Mundo não conheceria um dos prazeres da vida mais a fundo.

Mas, acompanhem meu raciocínio. Hoje já existem alguns muitos adeptos do sexo tântrico, em poucas palavras, sexo sem penetração. O que eu acho uma grande sacanagem (ou não, quem dera se fosse) e existem outros tantos que são adeptos do sexo virtual. E eu fico aqui pensando, VOCÊS NÃO SENTEM FALTA DO QUE É CARNAL? (Pelo jeito não.) Daqui a pouco vai ter neguinho fazendo sexo via 3G ou os próprios aparelhos, de tão tecnológicos, já vão ter embutidos um pequeno sistema que liberará ondas de prazer e tesão quando ativado. Quanta falta de amor.

Se preocupem, mas se preocupem mesmo, principalmente com isso...porque isso é o futuro.

Nenhum comentário: