segunda-feira, julho 24, 2006

Sophia

eu que passei 9 meses dentro de um lugar pequeno e cheio de líquido amniótico, comendo só o que a mulher (que eu chamo de mãe) estava afim de comer e o pior de tudo, pelo umbigo.

Lua

Lua, Tu que tantas vezes me vistes chorar, Seca agora esse meu pranto, E ilumina meu caminhar. Lua, Tu que sempre ouvistes meus lamen...