quarta-feira, abril 22, 2015

Saudade de mim

"Acordei pela metade,
Sentido saudade sei lá do que,
Uma nostalgia pelo que não vivi.
Talvez não tenha descoberto
Um amor bem secreto
Desses que poucos encontram.
Sinto falta das conversas,
Dos momentos a sós,
Dos elogios.
Sinto saudade da poesia que escrevia,
De tudo que fazia,
Da dança que tomava o meu corpo pra si.
E essa metade aqui vazia,
É apenas a falta que sinto de mim."

Nenhum comentário: