terça-feira, junho 27, 2006

Se quer saber, é dolorido, sofrido mas é muito feliz.
É bem difícil, quando se acha que tá certo, a equação só tá toda errada.
Quando bate a dúvida,
o que resolve é um pouco de tempero,
um pouco de romantismo,
daqueles beijos cinematográficos, com gotas de chuva nos corpos,
e, quase eu esqueço, em preto e branco.
Pena que a vida só tem uma cor, TODAS!
É um vício com pouca cura,
de incompreensíveis atos estúpidos,
mas bastante compreensível quando se sente.
É de multiplos segredos,
o melhor é desvendar os desejos.
Pode ser bastante comparado com o cargo de mãe (ou pai),
onde só queremos cuidar, proteger, ensinar
e viver todo o nosso, discutido aqui, AMOR!

Nenhum comentário:

Lua

Lua, Tu que tantas vezes me vistes chorar, Seca agora esse meu pranto, E ilumina meu caminhar. Lua, Tu que sempre ouvistes meus lamen...